É Hora de nos unir Povo do Santo
with Nenhum comentário

  É hora de nos unir povo do santo INDO À JUSTIÇA CONTRA O DECRETO DO CRIVELLA Ingressei hoje com uma Representação de Inconstitucionalidade face ao Decreto Municipal 43219 de 25 de maio de 2017 assinado pelo prefeito Marcelo Crivella, que estabelece que a Prefeitura do Rio, através de decisão pessoal do prefeito, autorize ou não a realização de eventos religiosos em lugares públicos. Esse decreto, além de criar entraves burocráticos à realização de simples eventos, como caminhadas e procissões … leia mais…

Até um dia …
with Nenhum comentário

Até um dia Ya Beata de Iemanjá.  Que Oxalá cubra e nos ampare. Força Ilê Omiojuaro. Estamos sempre juntos. O Orun está em festa… Ilê Axé Omin Otá Odara

Religiosos de candomblé são recebidos pela presidente do STF em Brasília
with Nenhum comentário

Matéria publicada no site Awùre por Sérgio D`Giyan no dia 24 de maio de 2017   Nesta quarta-feira, 24/5, a ministra Carmem Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu a Comissão de Preservação dos Terreiros Tombados na corte, em Brasília. No encontro, foi discutido o julgamento sobre o abate de animais para fins religiosos, pauta que a instância máxima da Justiça brasileira pode decidir a qualquer momento. O relator do processo, o ministro Marco Aurélio de Mello, já tem … leia mais…

Ialorixá da Baixada Fluminense recebe condecoração da Alerj por trajetória de luta social
with Nenhum comentário

Matéria publicada no dia 6 de maio de 2017 pelo site do Extra Uma promessa feita para a avó materna, aos 8 anos, à sombra de um cajueiro, é seguida com afinco por uma das ialorixás mais antigas da Baixada Fluminense. Aos 86 anos de vida e 61 de iniciada no candomblé, Beatriz Moreira da Costa, a Mãe Beata de Iemanjá, de Nova Iguaçu, tem uma longa história de defesa dos direitos humanos. O trabalho está sendo reconhecido. Às vésperas do … leia mais…

Pedra de Xangô, em Cajazeiras, vai ser tombada
with Nenhum comentário

Matéria publicada dia 3 de maio de 2017 pelo site  Informe Baiano   A Prefeitura realiza nesta quinta-feira (04), às 14h30, a solenidade de tombamento municipal da Pedra de Xangô e da área considerada sítio histórico do antigo Quilombo Buraco do Tatu, na Avenida Assis Valente, em Cajazeiras 10 (próxima ao Campo da Pronaica). O evento contará com a presença do prefeito ACM Neto e do presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro. O processo de tombamento foi … leia mais…

Grande Perda
with Nenhum comentário

Matéria publicada no site do Correio I O que a Bahia quer saber no dia 8 de abril de 2017. Morre aos 84 anos Mãe Tieta de Iemanjá, do terreiro da Casa Branca Mãe Tieta era iniciada há mais de 70 anos e foi vítima de uma pneumonia O candomblé baiano perdeu uma de suas ilustres representantes. A mãe pequena do terreiro de candomblé Ilê Axé Iyá Nassô – a Casa Branca do Engenho Velho -, Antonieta de Anunciação Matos, faleceu … leia mais…

Globo Repórter : Cidade construída por escravos é exemplo de harmonia entre religiões
with Nenhum comentário

Matéria publicada no programa Globo Repórter no dia 23 de março de 2017   Cachoeira/BA era uma das cidades mais prósperas do interior do Nordeste. E do sofrimento nas senzalas surgiu uma confraria religiosa.   Uma centenária ponte de ferro liga duas das mais antigas cidades do Brasil: São Félix de um lado, Cachoeira do outro. No local, o mar se mistura com as águas doces do Paraguaçu. É como se o rio fosse um braço da Baía de Todos-os-Santos. Por … leia mais…

Conhecimento através do relato do Ebogmy Jonatas José Silva de Ogun
with Nenhum comentário

  Por Fernanda Amorim Na terça – feira, dia 14 de março, o Grupo de Estudos Braulio Goffman teve a presença do Professor e Mestre Jonatas José Luiz Soares da Silva, Ebogmy de Ogun do Ilê Omi Baiyanin Axé Aira e Doutorando em Farmácia pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) para ministrar a Palestra ”As Folhas e Ossayin”. A palestra teve inicio às 19h30 min, veio esclarecer dúvidas e curiosidades para o público alvo em respeito às folhas … leia mais…

A cultura Afro-brasileira
with Nenhum comentário

Matéria publicada no Diário da Manhã no dia 3 de março de 2017 O resultado também das influências dos portugueses e indígenas por Irlene Dionis O Brasil tem a maior população de origem africana fora da África e por isso, a cultura desse continente exerce grande influência principalmente, na região nordeste do Brasil. Hoje a cultura afro- brasileira é resultado também das influências dos portugueses e indígenas que se manifestam na música religião e Culinária. A principal influência da música africana … leia mais…

A relação entre as religiões de matriz africana e as tradições de Ano Novo
with Nenhum comentário

Matéria publicada no 30 de dezembro pelo site Nexo Jornal   Muitos dos costumes reproduzidos na celebração do Réveillon no Brasil vêm dali. Entenda por que essa herança é pouco reconhecida     Fazer oferendas para Iemanjá, vestir-se de branco, tomar banho de cheiro para atrair boas vibrações, pular sete ondas no mar e defumar a casa são algumas práticas muito disseminadas no réveillon dos brasileiros. Sua origem está ligada às religiões de matriz africana – o candomblé e a … leia mais…

Região da Pedra de Xangô vira Área de Proteção Ambiental
with Nenhum comentário

Publicado no site A Tarde no dia 26 de dezembro de 2016     Em janeiro de 2017 Salvador ganha sua primeira Área de Proteção Ambiental (APA). Trata-se do Parque em Rede Pedra de Xangô, no bairro de Cajazeiras, cuja área preservada de mais de 17 hectares integra o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador (PDDU). Essa é a primeira APA definida pela poder executivo municipal. De acordo com a Secretaria Cidade Sustentável (Secis), responsável pela criação e manutenção … leia mais…

Terreiros de candomblé resistem à intolerância e promovem cultura afro
with Nenhum comentário

Publicado no site G1 BA no dia 20 de novembro de 2016. Tombamento de templos é primeiro passo para preservação do patrimônio. Na Bahia, são dezenove terreiros tombados pelo IPAC e oito pelo IPHAN.         Entre batuques, atabaques e muito axé, os terreiros de candomblé resistem à intolerância religiosa. Em tempos de conservadorismo, a preservação cultural e histórica da religião afro-brasileira por meio dos tombamentos dos templos sagrados é um dos caminhos para manter vivo o candomblé. Neste domingo … leia mais…

1 2 3 4 5