Mercado religioso tem oportunidades de negócios

with Nenhum comentário

Publicado na Revista PEGN no dia 22 de janeiro de 2016

Diversidade religiosa no país abre espaço para diversos empreedimentos

Da Agência Sebrae de Notícias MS
Mercado da religião registra crescimento no Brasil (Foto: Divulgação)
Mercado da religião registra crescimento no Brasil (Foto: Divulgação)

 

Formado por maioria católica (64,6%), o Brasil possui uma ampla diversidade religiosa que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), integra outras como espírita, testemunha de Jeová, umbanda, candomblé, budismo e a evangélica, que teve o maior crescimento nos últimos dez anos.

Empreendimentos voltados a uma religião ou a um público específico são oportunidades para atender a um nicho que está cada vez mais em expansão, comenta o consultor do Sebrae-MS, Guto Dobes.

Dobes explica que focar o empreendimento tem mostrado bons resultados, pois há uma grande chance de que o mercado o aceite pela credibilidade pessoal que, muitas vezes, o empreendedor passa para o seu negócio. “Geralmente quando se escolhe um nicho, o empreendedor acaba atraindo as pessoas porque elas possuem a percepção de que você entende sobre aquele assunto”.

Esta característica pode ser observada em grande parte dos empreendimentos voltados para os artigos religiosos. A Católica Livraria Artigos Religiosos, criada há 15 anos, e a Betel Center são exemplos que empresas que focam nas vendas de artigos cristãos diversos. A Católica Livraria atende a um nicho mais específico de católicos como padres e sacerdotes. Já a Betel aposta na diversificação com mais de mil itens de artigos religiosos e grande variedade de bíblias, produto que alcança média de vendas de 50 unidades por dia.

Ser referência para as religiões do candomblé e umbanda, além de apresentar produtos para os cristãos e budistas, é o objetivo da empresa Luz Divina, fundada em 1984. De acordo com o associado, Geraldo Gonçalves Siqueira Júnior, os produtos com alta qualidade e voltados para diversas religiões permitem atender ao público de até outras regiões do país por meio de uma central online.

“O mercado direcionado tende a ser menor, porém a sua possibilidade de alavancar uma fatia do todo é maior, já que há um trabalho focado e, por isso, permite a fidelização do cliente”, comenta Dobes.

Como é o caso da Arquitécnica, há mais de 40 anos na área de arquitetura e engenharia, que ampliou um setor somente para atender à literatura espírita e hoje é referência no país com uma das maiores variedades de títulos disponíveis. Para o empresário Carlos Sanches é preciso conhecer o cliente e fazer o melhor para ele. “Aqui é permitido abrir qualquer livro e folheá-lo; há mesas e cadeiras onde podem ser feitas leituras e estudos. Buscamos deixar o cliente à vontade”.Na sede da empresa há ainda o espaço cultural “Chico Xavier”, dedicado às apresentações culturais e exposições de arte realizadas todo sábado pela manhã.

O consultor Guto Dobes lembra que sempre há espaço para novos negócios e, que neste caso, o empreendedor deve ficar atento para a realização de um planejamento de todas as etapas de uma empresa comum. “Por ser um mercado menor, tem que ser mais certeiro”.

Deixe uma resposta