Sempre lembrar e Rememorar nossa Ancestralidade

with Nenhum comentário
Maximiana Maria da Conceição

“Um certo 4 de julho de 2002, adentrei o Ilê Axé Iyá Nassô Oká (Terreiro da Casa Branca) na Cidade de Salvador e de imediato, deparei com Mãe Tatá e Mãe Nitinha, respectivamente, “mãe de santo” e então “mãe pequena” desta Casa, ambas de roupa branca, cabeças cobertas, descalças e após pedir bença, fui perguntando á minha Mãe se a Casa estava “em obrigação” e logo fui repreendido por ela, “menino não sabe que dia é hoje?” e, no mesmo momento, de eu responder “agô não”, ela foi apontando “que hoje era dia do falecimento da minha mãe de santo”.
Admirei a reverência, o respeito delas no dia de falecimento sua “mãe de santo”, Maximiana Maria da Conceição (Tia Massi, Iwin Funke), a quinta liderança religiosa deste Terreiro desde a sua fundação.
Passados 55 anos de seu falecimento, suas filhas e seus filhos de santo (co)memoram suas ações, seus saberes e, especialmente, sua ancestralidade no Terreiro da Casa Branca do orixá de branco de Tia Massi.”

Estelio Gomberg

Deixe uma resposta