Terreiros de candomblé resistem à intolerância e promovem cultura afro
with Nenhum comentário

Publicado no site G1 BA no dia 20 de novembro de 2016. Tombamento de templos é primeiro passo para preservação do patrimônio. Na Bahia, são dezenove terreiros tombados pelo IPAC e oito pelo IPHAN.         Entre batuques, atabaques e muito axé, os terreiros de candomblé resistem à intolerância religiosa. Em tempos de conservadorismo, a preservação cultural e histórica da religião afro-brasileira por meio dos tombamentos dos templos sagrados é um dos caminhos para manter vivo o candomblé. Neste domingo … leia mais…