Sempre lembrar e Rememorar nossa Ancestralidade
with Nenhum comentário

“Um certo 4 de julho de 2002, adentrei o Ilê Axé Iyá Nassô Oká (Terreiro da Casa Branca) na Cidade de Salvador e de imediato, deparei com Mãe Tatá e Mãe Nitinha, respectivamente, “mãe de santo” e então “mãe pequena” desta Casa, ambas de roupa branca, cabeças cobertas, descalças e após pedir bença, fui perguntando á minha Mãe se a Casa estava “em obrigação” e logo fui repreendido por ela, “menino não sabe que dia é hoje?” e, no mesmo … leia mais…